Dia Mundial do Enfermo

Avisos da semanal da paróquia
fevereiro 8, 2019
Terço dos Homens Matriz São Vicente Férrer
fevereiro 12, 2019

Dia Mundial do Enfermo

Dom Leonardo fala sobre a mensagem do papa Francisco para o Dia Mundial do Enfermo

Por ocasião do 27º Dia Mundial do Enfermo, que é celebrado nesta segunda-feira, 11, o portal da CNBB realizou uma entrevista exclusiva com o bispo auxiliar de Brasília e secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner sobre a mensagem do papa Francisco divulgada para a data. “Recebeste de graça, dai de graça”, trecho do Evangelho de Mateus, é o tema do texto do Santo Padre.
Na mensagem, Francisco explica que o caminho mais credível de evangelização são gestos de dom gratuito, como os do Bom Samaritano. O dom, segundo ele, deve ser colado como paradigma capaz de desafiar o individualismo e fragmentação social dos dias atuais, numa atitude contra a cultura do descarte e da indiferença. Francisco também recorda em sua mensagem a figura de Santa Madre Teresa de Calcutá, modelo de caridade que tornou visível o amor de Deus pelos pobres e os doentes.
Na entrevista concedida à assessoria de imprensa da CNBB, dom Leonardo afirma que o papa tomando o texto de Mateus como base não só recorda a beleza e a grandeza da vida, mas também a beleza e a grandeza da vida do irmão, da irmã. “É por isso que nós recebemos esse dom e queremos ajudar a cuidar desse dom que os nossos irmãos e irmãs receberam”, disse.
Ainda na ocasião, dom Leonardo salientou que o ato de visitar os doentes é uma Obra de Misericórdia, e enfatizou que o Santo Padre (por meio de sua mensagem) deixa claro que o que ele quer é mais do que uma Obra de Misericórdia. “Não é apenas fazer uma visita é estar ao lado, é cuidar, é ser uma pessoa que realmente vá acompanhando o doente e ele se sinta profundamente integrado na família, na comunidade”, diz.
O secretário-geral da CNBB também citou a atuação da Pastoral da Saúde no Brasil, que desenvolve um trabalho de assistência aos doentes, familiares, profissionais de saúde e à comunidade, de modo integral, nos aspectos físico, psíquico, social e espiritual. Ele falou ainda sobre o desempenho dos Ministros da Eucaristia e de todos aqueles que prestam serviços nos hospitais e atuam diretamente com os enfermos.
“Nós não precisamos citar o nome de pessoas, mas eu creio que é bom salientar esse serviço que tantas pessoas prestam a esses nossos irmãos, essas nossas irmãs que estão no leito, que sofrem e que as vezes tem dificuldade inclusive de se movimentar, nós temos muitos exemplos graças a Deus”, disse.
Confira a mensagem do papa na íntegra (clique aqui!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *